Tempo, tempo, tempo, tempo...

sábado, 7 de julho de 2012

SAKURAS ( Cerejeiras ) - JAPAN/08


O sakura no ki ( cerejeira ) é a flor nacional do Japão e também tida como símbolo da felicidade.
Cerejeira são árvores frutíferas ou produtoras de madeira nobre: uma planta originária da Ásia que está intimamente ligada aos samurais, estimulado pelo fato do comparativo:
A vida do samurai é tão efêmera quanto á flor de cerejeira que se desprende dos galhos...
Elas ficam nas árvores durante o período de duas a três semanas, depois caem formando lindos tapetes.
Na índia, a flor de cerejeira é considerada sagrada e as famílias costumam tê-las em casa, acreditando que se assim o fazem, nunca lhes faltem nada.
Aqui no Brasil, Campos do Jordão também comemora a festa da cerejeira em flor durante o mês de setembro.
Na época do florescimento, realiza-se o festival chamado "Hanami" ( ver as flores ), onde o povo japonês alimenta-se embaixo das citadas árvores para que assim, possam ter prosperidade durante todo o ano.
Seu início data do ano de 900, tornando-se popular a partir do século XVII ( 1600 ).
Embora os japoneses comumente busquem os parques, há também as visitas a templos e zoológicos.
Esse florescimento marca o fim do inverno e o início da primavera do país.
Conta a história japonesa, que para os samurais, não havia glória maior que morrer num campo de batalha , coberto de pétalas de cerejeiras.
Diz-se que o país possui mais de duzentas espécies dessa flor que é mesmo um encanto.
Sinto-me extremamente honrada por ter tido a oportunidade de ver de perto esse costume cultural tão preservado pelo povo japonês: um evento que reúne toda uma raça de uma maneira simples e colossal e que nos exprime a importãncia da preservação dos hábitos/cultura de uma gente...
Sugestão de filme:
Hanami: cerejeiras em flor ( Kirschbluten: hanami )
De Doris Dorrie ( Alemanha 2008 )
Templo budista coberto de sakuras. Colegas de trabalho na área externa da empresa. Fotografei nos primeiros dias de floração. As demais cerejeiras ainda apontavam suas flores, mas esta já esbanjava a pura beleza.




Lindaaaaaaa!

Andei muito por essa alameda




É impossível encontrar uma cerejeira sem famílias/amigos, turistas acampados.
Eles trazem de tudo: desde a sua churrasqueirinha/cervejinha, cachorro, sogra ( fazer o quê? ), cantinho para descansar, instrumento musical e mais e mais...
Ah, como o castelo fica lindo nessa época!
A infinidade de turistas lotam o parque.
O que se vê são filmadoras, máquinas, celulares e afins, registrando a beleza
do lugar.
É claro que esse é um dos lugares mais bonitos para se apreciar os sakuras!
A cidade possui muitos outros parques, muitos outros lugares, afinal, as cerejeiras estão por toda a parte.
O Rick virando ninja...
O Vítor já cansado de tanto andar.
Eu, tentando contornar a situação.
Puxa! O fotógrafo me deixou de molho
e eu detesto ser fotografada!!!
Meu anjo, meu amor, meu amigo, meu companheiro, meu quase tudo!
( Fui melosa, sei que fui! ) Esta foto saiu escura. Era fim de tarde e a máquina já estava descarregando.
Olha o Caio ( à esquerda ), amigo dos meus garotos:
Ele é um nisseizinho que servia de
intérprete para as demais crianças



Não é comum, principalmente em se tratando de brasileiros...

Essa caminhada vai dar no Castelo de Nagahama.
Esse parque inspira paz...




As colegas de trabalho em intervalo, aproveitando a beleza dos sakuras.

2 comentários:

brunozinho disse...

excelente trabalho minha amiga!!parabens.

VitorNani disse...

Aqui na minha casa tem duas sacuras que agora em junho, florescem.
Postei várias fotos delas no Flickr.
Abraços e boa semana!


VitorNani & Hang Gliding Paradise