Tempo, tempo, tempo, tempo...

domingo, 6 de fevereiro de 2011

NOVO ACORDO ORTOGRÁFICO ( PARTE 1)



Os aluninhos vivem me pedindo essa publicação.

Preciso começar a pagar minha dívida... Yeah!!!

  
Buscarei ser sucinta, clara e dividirei a publicação em partes,  para que não fique demasiado extensa.

O Acordo Ortográfico já está ficando “curuquinha”, viu?!

Começarei falando da sua trajetória:


PROPÓSITO:

. Simplificar/unificar a ortografia da língua escrita.
. Formalizar uma linguagem diplomática ( principalmente perante a ONU).
. Maior prestígio internacional.
. Facilitar os contratos comerciais e financeiros.

A redação original do Novo Acordo, deu-se no ano de 1990 e a sua aprovação somente se deu após 19  ( dezenove ) anos.

VIGÊNCIA:

1º/JAN/2009

. Portugal/ países lusófonos ( q possuem a Língua Portuguesa como língua oficial):

Período de 06 anos

. Brasil: 03 anos

Transição: 02 (duas grafias oficiais).

Obs.: A partir de 2009, os livros didáticos brasileiros já inseriram a nova grafia).


PAÍSES ENVOLVIDOS:


Moçambique/Cabo Verde/Angola/S. Tomé/Brasil/Guiné-Bissal/Timor Leste ( Ásia ).

( Países q possuem a Língua Portuguesa como língua oficial ).


PRIMEIRA BUSCA À PADRONIZAÇÃO:



. 1911 (Século XX ) – Em Portugal

Obs.: Não houve alterações no Brasil.


PRIMEIRAS DISCUSSÕES EM CONJUNTO:


. 1924 ( buscou-se a padronização).


PRIMEIRO ACORDO – APROVADO PELOS DOIS PAÍSES:


. 1931 ( Portugal e Brasil aceitam o Acordo )


. 1943 –  O documento de 1931 deu início às alterações.

ALTERAÇÕES ORTOGRÁFICAS:


a)     Eliminou-se o trema (¨) nos hiatos átonos ( ex.: saüdade)
b)     Extinguiu-se as consoantes mudas ( ex.: assignatura )

Observação: Nesse período, houve a conservação das consoantes mudas precedidas por –a, -e, -o ( ex.: baptismo ).

c)     Eliminou-se o sc e o ps ( ex.: sciência).
d)     Eliminou-se o h nos compostos por prefixação ( ex.: deshabitado).
e)     O ph foi substituído por f ( ex.: phórum/pharmacêutico).

AMPLIAÇÃO DO ACORDO DE 1943:

. 1945 ( não ocorreu ratificação no Brasil).

. Com a ampliação, o trema (¨) foi abolido em Portugal, bem como os ditongos agudos  –ei, -oi.


NOVO ENCONTRO/NOVAS ALTERAÇÕES:


. 1971 – Algumas alterações foram uniformes aos dois países:


a)     Os homógrafos ( palavas iguais na escrita e com significados diferentes) com acento circunflexo foram abolidos.
Ex.: acêrto ( substantivo) e acerto ( verbo).

b)     O acento grave também desapareceu nos derivados por sufixo – mente ou por sufixo iniciado por –z.
Ex.: próximamente, sómente

Obs.: houve muitas divergências entre Portugal e Brasil.


ACORDO VÁLIDO PARA TODOS OS PAÍSES LUSÓFONOS:


. 1990 – Um novo Acordo foi elaborado com vigência para 1994

- Ratificado somente pelo Brasil, Cabo Verde e S. Tomé e Príncipe.

O novo Acordo não entrou em vigor e foi engavetado.


2008:


O Acordo foi ratificado por Portugal e seguido pelos demais países lusófonos.

. O Acordo passou a ter vigência em 1º/01/2009.


Ressalva:

Tem-se observado que o país mais “submisso” às novas regras gramaticais, é mesmo o Brasil...


Continuaremos com: 

GRANDES MODIFICAÇÕES ( próxima postagem).




  

6 comentários:

Tati disse...

Não achei as mudanças tão radicais e complicadas, embora não concorde muito com essa politicagem toda!

Andre Mansim disse...

Que coisa né? Eu nem sabia escrever direito antes da reforma, agora então tô ferrado, hahahahaha

Enkantinho disse...

Tati, brigadão pela visita!

Agente Carequinha, pare de ser demagogo, viu? rsrsrs
Logo vc, q possui o dom da criação!!!

ebanobrasileiro disse...

Nós sabemos que o nosso idioma veio do latim, que foi uma vertente do Indu-Europeu e em Portugal fixou-se como língua portuguesa. Desde quando nasceu o primeiro brasileiro, que com certeza foi filho de português com índio, a nossa língua começou uma variação do Português, depois vieram os negros e variou mais ainda. Hoje somos uma nação não mais emergente, mas sim uma potência, claro que com todas as nossas dificuldades e intempéries que nos privam de crescer mais, mas cada vez mais adquirimos respeito. Eu tenho uma bandeira a ser erguida e pergunto à senhora, pessoa a quem muito admiro e respeito, qual a sua opinião sobre a criação da Língua Brasileira? Sendo uma vertente da língua portuguesa. Seria uma segunda independência, no meu ver e eu ergo essa bandeira de certa forma, mas gostaria muito de saber sua opinião e de seus seguidores.
Um forte abraço a senhora e sua família.
Renatinho

Rômulo disse...

AAA eu precisava disso .Apesar de ser contra esse novo acordo ortográfico
Vlws esse blog é d+

Luciano Castro disse...

olá!!! muito obrigado pelo comentário em meu blog,fico muito grato, e lá pode ter certeza que você vai ter muita moda!!!! abraçossss